Abrigo do Trabalhador: Cerca de 300 pessoas já foram retiradas das ruas

Chegando a época da colheita do café, aumenta-se o contingente de pessoas que migram para a cidade em busca de trabalho nas lavouras. Entretanto, muitos não conseguem emprego e, sem condições financeiras, acabam ficando nas ruas do entorno da rodoviária.

Essa é uma situação rotineira em Patrocínio nessa época. De acordo com o Pastor Isac, secretário Municipal de Desenvolvimento Social, para atender essa população migratória, o abrigo do trabalhador passou por algumas reformas de melhoria e vem atuando diuturnamente para acolher e encaminhar essas pessoas.

“Não só acolhemos no abrigo, mas esses migrantes passam por uma triagem e através de contatos com os produtores rurais, tentamos encaminhá-los para o trabalho”, informou o secretário.

Além dos migrantes, a Secretaria também atua no acolhimento e encaminhamento dos moradores de rua. “Essa pessoas, muitas vezes usuárias de drogas e álcool, são acolhidas e encaminhadas para suas casas ou cidades. Até o momento quase 300 pessoas passaram pelo abrigo, sendo retiradas das ruas”.



COMPARTILHE NO:

COMENTÁRIOS