Relacionamentos Destrutivos

Vivenciamos na atualidade, uma desordem na população frente às suas relações afetivas. 
Os comportamentos disfuncionais geram grande  impacto negativo na vida social, familiar, profissional e espiritual dos envolvidos. 
Ao adentrar no mundo desconhecido do outro e suas emoções, muitas vezes, é visto um modelo de aprendizagem distorcido nas interações afetivas. Tal modelo, se desenvolve a partir de nossa contextualização e ambiente inserido. 
Assim, vale estarmos atentos a nossas emoções visando identificar o que esperamos em uma relação? Será que para ser feliz ou ter alguém feliz ao nosso lado tenho que me perder pra agradar o outro? Que idealização tenho de uma relação saudável? Porque o outro tem que ser perfeito pra história ser linda? 
Assim, em meio a relações destrutivas o controlado vai perdendo sua essência e identidade frente ao controlador e ao mundo. 
O controle e a insegurança destroem sentimentos puros e verdadeiros. Gerando mágoas e ressentimentos. Quer ver uma borboleta voar pra bem alto e fugir? Basta correr atrás dela. Sufocar o outro e cobrar não lhe trará o que almejas, mas, só afastará. A demanda da terapia de casal tem crescido muito, e as queixas mais frequentes são a Insegurança e o Controle. 
Se você se identifica com os sintomas procure ajuda. Se você vive com alguém assim, busque ajuda e se fortaleça. 

Amanda de Souza Santos Pinto
CRP: 04/39448
(34)3839-5614


COMPARTILHE NO:

COMENTÁRIOS