Transtorno de Personalidade

Personalidade é um termo que representa a configuração única de características e comportamentos de um indivíduo. Representa também sua maneira particular de se comportar e se relacionar com os outros. Ainda, designa aquilo que é distintivo no indivíduo e que o diferencia de todas as outras pessoas. Essas definições sugerem que a personalidade se refere àquela parte do indivíduo que é mais representativa, mais típica e característica da pessoa. Essas características típicas de cada um de nós são desenvolvidas ao longo da vida e podem mudar de acordo com as experiências.

Algumas pessoas, no entanto, desenvolvem, durante a vida, um tipo de personalidade mais rígido ou inflexível, um padrão duradouro de experiência interna que pode causar prejuízos e sofrimentos a elas e a quem está ao seu redor. Essas são pessoas que apresentam o diagnóstico de Transtorno de Personalidade.

 

Vinte anos atrás, os terapeutas comportamentais e cognitivos achavam que uma personalidade arruinada seria a raiz dos Transtornos de Personalidade, portanto com poucas chances de cura. O fato de a terapia cognitivo-comportamental ter sido classificada como pouco eficaz no tratamento dos TP, fez com que esses terapeutas aprofundassem os estudos sobre seu tratamento (LEAHY, 2010).

 

Assim, a terapia cognitiva comportamental conseguiu reconhecimento nestes tratamentos, quando percebeu que pacientes com TP, tendem a desenvolver uma crença distorcida no padrão cognitivo. Portanto, as respostas comportamentais são desadaptativos.

 

Como isto se inicia desde o desenvolvimento do indivíduo, percebe-se que o tratamento é lento,mas, positivo. Pois, o trabalho é focado na psicoeducação do paciente em compreender as distorções comportamentais e modifica-lás em comportamentos assertivos.

Pessoas com TP, tendem a serem frias, pois, tem crenças enraizadas e rígidas. Costumam terem um padrão específico e repetitivos.

 

Tal diagnóstico deve ser cautelosamente correto, pois, é um tratamento ao paciente e sua família. Visando focar na modificação comportamental dada a ruptura de padrões desadaptativos.

Amanda Santos

CRP- 04/39448


COMPARTILHE NO:

COMENTÁRIOS